10 de jul de 2015

SEMANA DE ALTA COSTURA DE PARIS INVERNO 2016: CHANEL, DIOR E VALLI

Os 4 dias mais ricos de Paris tá rolado, e se chama Semana de Alta Costura de Paris, sabe quando o tecido de transforma em obra de arte, as primeiras filas lotam de convidados vipérrimos, e toda aquela clamação em volta da moda acontece? Então é isso, são 4 dias, muitos desfiles, tendências lançadas, e muita coisa pra gente acompanhar, e pra não confundir muito vou por partes e falando um pouquinho dos que mais me chamou atenção e é claro, terá post com meus preferidos :)

O clássico de Chanel, volta do mullet e beleza oriental  
Chanel é aquele tipo de marca que só do cheiro você sabe que se trata da própria. Como designer sei como é difícil uma marca seguir um estilo mesmo mudando as referências, coleções e até épocas. Chanel tem essa coisa de anos 20 até hoje, mas sem ser velha, sabe? Karl realmente é um grande nome dentro da marca e essa coleção tem bastante coisa a se comentar, começando pelo mullet querendo voltar, será que vai pegar igual da outra vez? Outra coisa são os terninhos de sempre, mas sempre inovados, amei a textura e corte dessa bicolor. Os sapatos tem esse masculino que Chanel inspira, e o que falar da noiva? Sim, essas coleções de alta costura de Paris as marcas desenvolvem um modelo para as noivas, esse da Chanel dá pra ver direitinho que a marca quer mesmo é manter a essência mais que comercializar.
Outra coisa legal da gente comentar são os cenários, o da Chanel por exemplo tinha no centro da ''passarela'' uma mesa do jogo estilo cassino, e entre os jogadores estavam Julianne Moore, Kristen Stewart, Rita Ora e mais, acho até que foi investido mais nos convidados que propriamente da produção, hein? Ah, e a noiva lá em cima é Kendall (kardashian) Jenner, quase irreconhecível com esse cabelo e make, né?
Fluidez, estilo fadas e gnomos e maxi capas de Dior

Não vou falar que fiquei surpresa com Dior porque eu estarei mentindo de veras, achei a coleção meio chocha, não me interessou muito, embora tenha visto muitas referências abstratas e lúdicas e gosto muito disso. as peças me lembraram bastante fadas e essas capas gnomos pequeninos e gordinhos hahaha, não sei porque, mas achei tal qual.
O cenário seguiu a mesma coisa lúdica da coleção, achei bem parecido até com aqueles jardins que gente rica cultiva no telhado de casa hahaha, passarela diferente e mais fotógrafos até que próprios convidados.

Volume, transparência e mais uma variação da sandália 2 tiras
 Já Giambattista Valli me apareceu com uma coleção bem diferente. o volume foi o carro chefe, com certeza, as cores também estavam numa harmonia legal e os contrates de tecidos leves e estruturados deixaram as peças quase que dançando da passarela. Atenção especial pra essa sandália 4 tiras, sim, eu disse QUA-TRO tiras, há pouco postei aqui sobre a 2 tiras e a varição de 3 tiras que já estavam usando por aí, será que essa 4 vai vingar? achei bem bonita e parece ser eficiente no quesito segurança na hora de andar.

Vamos ter mais posts sobre os desfiles, hein? E os próximos serão Elie Saab e Zuhair Murad, meus preferidos, alguém tem dúvidas que foi tudo lindo?

Aline Paulino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário