18 de mai de 2015

DFB 2015: A LICENÇA POÉTICA DA OUSADIA NA PASSARELA

Quem aqui gosta de ser surpreendido? Monotonia é algo perturbador, ainda mais na moda, ainda bem que para essa coisas existe Lindebergue Fernandes e seu desfile brilhante no Dragão Fashion 2015, acompanhem...
 
Lindebergue Fernandes é um estilista já conhecido por suas ousadias fashions, mesmo a gente já esperando algo que impressionasse, o estilista mais uma vez surpreendeu e fez bonito. Na décima quinta edição do Dragão Fashion Brasil, ele apresentou uma coleção cujo tema tinha 3 palavras de forte expressão: natureza, desconstrução de gêneros e hedonismo. Optou por homenagear João Sabarr, seu amigo que faleceu em outubro de 2014 e trouxe às passarelas drag queens. Claro que levou o público ao delírio, fizeram a festa, dançaram, se divertiram, tudo isso numa coleção lindíssima e inspiradora. 
Conseguimos ver muita brasilidade nas peças, mais que isso, muito da nossa região, muito do Nordeste. Gosto dos tons terrosos, das miçangas e desses muitos babados (mais uma vez evidenciando os 70's). A renda e fitilho então, sem se fala! Adoro acompanhar um estilista e ver a coerência dele em suas coleções, e Lindebergue tem disso. 

REINVENTE-SE E SURPREENDA!
Agora eu te pergunto: Até onde você iria para sair do óbvio? Lindebergue foi um pouco mais além e não fez feio. As vezes, em desfiles como esse eu sinto falta da surpresa, da cereja do bolo, sabe? Eu entendo a apreensão e responsabilidade que é apresentar uma coleção,  o quão difícil é gostarem, e quando digo isso eu entendo, eu entendo mesmo! Já estive no lugar de estilista (sdds TCC <3) e já trabalhei em diversos backstage de eventos assim, a pilha nervosa é girante. Mas, mesmo com toda a pressão um bom estilista deve se reinventar, foi ai que Lindebergue trouxe às passarelas "As travestidas", um grupo de drags que entraram nas passarelas com maxi t-shirts com palavreados da expressão delas, como por exemplo, close e cafuçu. E o mais legal a vendaa dessas t-shirts será revestido para o Grupo de Apoio Asa Branca. Bacana, né?
Outra coisa que gostaria de enfatizar do show de Lindebergue foram as músicas escolhidas. Foi tanta diversidade que teve até Valeska Popozuda e pagodão, e mesmo assim não ficou cômico, sabe? Foi elegante na medida! Realmente não é para todos essa criatividade, meu lado designer está radiante, e nada melhor pra acompanhar como um videozinho, dá o play!
Incrível, né? Acho o máximo quando os modelos interagem com o público! Fica tudo menos descomplicado, parece que fazemos parte do show também. Enfim, nota mil para toda essa produção, se o DFB tivesse sido só esse desfile teria valido a pena. E claro, fica a dica para os novos estilistas e para os velhos que precisam se reinventar!
Fotos: DFhouse
Aline Paulino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário