3 de set de 2013

NOSSO FILME

No meio de tudo ainda procuro alguém que possa viver um filme comigo na vida real. Os filmes com finais tristes eu corto essa parte, no filme da minha vida o final será bem feliz. Pelo menos é assim que se espera que aconteça.
Poderia começar conhecendo um marrentinho como Landon Carter que se interesse por esse meu jeito (nada de mais) e que tope e se encante por viver esse (nada de mais) . Quero aqueles amores que os apaixonados viajam para outros lugares e o amor só aumenta (mesmo que a gente não viaje, só quero que apesar das dificuldades nosso amor permaneça firme)... e depois de um tempo quando se vêem aparecem lágrimas sorrisos e olhares apaixonados. Ah, não posso deixar de mencionar que ele tem que gostar de escrever igual ao Jonh Tyree, não precisa ser poesia, pode ser coisa boba do tipo ''adorei seu cabelo hoje'' ou ''toda vez que ler esse papel lembra que eu te amo'' e que crie coisas que eu possa lembrar sempre, como por exemplo pôr o dedo na frente da lua e vê que eles ficam do mesmo tamanho



Gostaria que fosse um amor simples sem muitas complicações, simples sem deixar de ser intenso (tem como conciliar? ) o chato dos filmes é isso, não entendo o porque de passar tantos dias sem ligar ou de tantos desencontros que acontecem neles, na vida real não, aqui temos que ter coragem e deixar o orgulho de lado. Na minha história de amor não quero que tenha morte não quero falar com espíritos, não quero cartas suas me dizendo como devo viver depois de você, na nossa história não quero pensar em viver sem você. Eu tenho um pedido: não espere que algo ruim aconteça para realizar meus desejos igual o Ian, ele até fez a Samantha feliz por um tempo, mas o fim não deixou de ser trágico, diga que me ama, escreva meu nome pelos muros da cidade, o Adam escreveu e a Tessa amou (eu também amaria) , faça desenhos estranhos no meu braço, sim, me ame de todas as formas e me odeie também, e me odeie mais ainda por não conseguir me odiar de verdade.

Exigências eu não tenho muitas, acho que já citei algumas, simples, intenso, dizer que ama, escrever... ou simplesmente você, com tudo isso ou nada disso, afinal isso aqui não é um filme, e os filmes são aquilo que nós sabemos que nunca ou quase nunca acontecerão de verdade, então se eu tenho você isso já me basta, com a roupa mais simples e até tomando café que você tanto ama e eu detesto, e pode continuar me convidando pra sair pela manhã, mesmo que eu ache isso pra lá de estranho, vai ver nós temos um lindo filme pela frente só esperando um play.

Esse texto não foi por acaso e talvez a pessoa interessada nunca leia, bem coisa de filme rs.