21 de mai de 2013

ESPERO QUE UM DIA VOCÊ VOLTE ATRÁS



Sabe eu tô aqui pensando e pedindo aos céus olhando aquela velha pulseira que tem bordada o nosso nome que um dia você volte atrás. Pode voltar naquela praia onde tudo era caro e na carteira só tinha o da gasolina, mas mesmo assim conseguimos fisgar nossa pulseirinha brega, mas linda. Estávamos tão apaixonados quanto duros, e acho que foi justamente isso que conquistou aquele velho hippie simpático. Enfim, a minha pulseira está aqui. Não quero saber da sua. Só queria saber de você.
Pode voltar naquela noite da formatura da minha irmã mais velha que você usou um terninho daquele nosso amigo que de vez em quando fazia uns trabalhos num escritório de advocacia. Você estava lindo! Sabia que ele caiu super bem com aquela sua carinha de vergonha por tá usando uns 3 quilos de roupa enquanto de pesado você só queria uma prancha na areia e meu corpo sobre o teu?! Eu sei que naquela noite em que meus ais queriam apenas mostrar pra sociedade que tinham duas filhinhas perfeitas o teu pensamento estava longe, mas você era tão incrível que conseguia rir claramente enquanto respondia ao garçom se queria wiski ou champagne. Você não gostava deles, mas gostava de mim.
Pode voltar também naquele nosso primeiro encontro totalmente casual e despretensioso que já era mais ou menos o sétimo show da nossa banda preferida. Que bom moramos numa cidade-metrópole que os grandes políticos invertem em shows. Só assim eu teria encontrado você. Por favor tenta voltar na faixa três do quinto álbum que diz: ''ah, se eu tivesse você do meu lado agora''. Volta nessa música. Volta naquele show. Volta pra mim.
Pode voltar nas infinitas vezes que cantávamos dentro do carro e entre declarações de amor com letras musicais parávamos em algum lugar bem bonito e fotografávamos. Volta naquele tempo em que não tínhamos que correr contra o tempo, que não tínhamos aquela rotina que acaba com qualquer relacionamento e que o nosso trabalho era ser feliz.
O céu já tá clareando e eu já vou ter que levantar, porque desde que você se foi minha vida mudou, sabia? Agora eu acordo cedo, trabalho no escritório do papai, tirei os dreads do cabelo, e pinto as unhas semanalmente. Uso salto alto mesmo prevendo uma queda à cada passada. Isso é mais difícil que surfar! Ou seja, depois que você mudou de cidade, não respondeu mais meus emails nem retornou minhas ligações, eu fui obrigada a mudar e a viver apenas lembrando de você. Se é que isso seja viver...

Nenhum comentário:

Postar um comentário