6 de mar de 2013

14º - DEZENOVE POST ANTES DOS DEZENOVE ANOS

Oi blogosfera linda, hoje não tem nenhuma fotinha. Mas tem a historia do meu pequeno chocolate um cachorrinho que se tornou meu filho com apenas um mês de vida. 
Em um desses carnavais que sempre viajo para Granja, encontrei por lá o quase amor da minha vida, um cachorrinho que cabia da palma da minha mão, que era marronzinho e tinha o focinho preto, é ele era vira-lata. 
Eu trouxe ele aqui para Fortaleza, e dês de então ele ficou com o cargo alegria da casa. Era o chocolate que: me acordava todos os dias pulando em cima da minha cama, era ele que derrubava você se estivesse chovendo, chorava horrores nas noites de frio, e me fazia passar maiso vergonha quando ele decidia sair correndo pelo meio da rua.
Ele era bravo com a crianças – tinha uns meninos que jogavam pedra nele (porque o portão não era daqueles todo fechado) e ele se traumatizou – mas adorava um bom cafuné para dormir. Meu tão pequenino príncipe já não é mais meu.



Nenhum comentário:

Postar um comentário