14 de dez de 2012

TERMINOU ANTES DE COMEÇAR

Bobagem minha pensar que você seria capaz de saber sozinho o quanto que eu te gostava e fazia planos para nós dois, pode até ter sido medo de deixar você me conhecer de verdade e não gostar do que ver. Errei em dizer para quase um mundo inteiro sobre o que eu sentia e não dizer a pessoa mais importante, você. Errei quando te tratei como todos, quando deixei dúvidas no ar, o amor exige confiança, é, eu sei. 

Eu perdi muito tempo mira-bolando mil e uma coisas, enquanto isso você estava vivendo a vida real, inocência a minha em pensar que você seria para sempre o meu amor, aquele amor perfeito que não tinha brigas, não tinha atrasos, não tinha dr nem traição, mas também não tinha o amor de verdade. O amor verdadeiro tem lá seus desentendimentos que logo são seguidos de pedidos de desculpas, tem suas dr's de vez em quando pra discutir quem ama mais, amor de verdade tem duas pessoas, no nosso só tinha eu, eu e os planos. O amor precisa ser dito, precisa ser afirmado, amor não significa instabilidade, muito pelo contrário, é uma causa que se luta por ela todos os dias, amor é soma, e o nosso diminuía a cada dia, eu tinha que dar muito de mim, amar por dois cansa.

Já decidi que amor assim não vale, e agora eu que me vire pra não ficar com seu sorriso lindo na memoria, eu que não lembre de você com a música ...não fuja de mim, não sei quase nada de você mais o que eu sei basta pra não conseguir te esquecer, não fuja de mim... eu que não lembre de você cantando essa mesma música, eu que faça um esforço tremendo pra te esquecer, e olha só a injustiça você não precisa fazer nada para que eu lembre, e agora de verdade chega de elogios pra você, eu que te esqueça e pronto, amor assim não vale, amor exige confiança, e você nunca me deu nenhuma.


2 comentários: