14 de set de 2012

MEDO DA DISTÂNCIA VIRAR ROTINA



O medo e a indecisão tomam conta de mim, estou aqui nessa noite sozinha, como venho estado há alguns meses, e fico pensando em nós, estou indecisa se começo aquela fase do desapego em que tento te esquecer e ao mesmo tempo tenho medo de deixar ir embora um sentimento tão bonito que carrego aqui dentro. E quando você voltar? Porque você sempre volta.

Olha meu bem, não nos faça passar novamente por aqueles momentos horríveis, desconfortáveis, momentos em que você quis o meu amor e eu já não estava mais ali disposta a dar à você, quando estaremos de igual para igual? Será que a gente já passou da hora, será que o nosso momento já se foi e a gente está insistindo em algo fadado ao fracasso? Olha, eu estou aqui, e lhe digo, se você lutar por nós eu luto junto, fica aqui e tenta, vamos ser suficientes, vamos nos bastar.
Sabe os seus defeitos? Eu já aprendi a conviver com todos eles, e sei que você também se acostumou com os meus, então porque você insiste em se esconder atrás dessa armadura? Daqui eu posso enxergar um menino indefeso precisando de cuidados, precisando do meu cuidado. E quando você estiver cansado de todos os seus amigos e apenas quiser desabafar quem você vai procurar se é sempre pra mim que você corre? E quando você apenas quiser sentir um vento no rosto como costumávamos fazer, eu sei que você pode ir caminhar sozinho, mais e quando você cansar do silêncio até porque seus momentos de mansidão não durão mais que cinco minutos, com quem você vai conversar? E todas essas pequenas coisas que significavam tudo pra nós dois, que significavam eu e você, que significavam o nosso amor, e todo o resto? A gente esquece? Deixa pra virar apenas uma história de amor na adolescência que poderia ter dado certo, deixa apenas virar uma lembrança boa? Não meu amor, não faça isso, mande um sinal, me faça acreditar que vale sim apena lutar por nós dois, você sabe que eu nunca senti por alguém o que sinto por você então não faça isso conosco. Você consegue me enxergar aqui de coração aberto? Você consegue ouvir meu coração disparar quando te vejo? Você consegue enxergar que isso é amor? E além de enxergar você consegue sentir esse amor? Eu sei que você consegue, então, por favor, me faça querer ainda estar aqui quando você voltar.




Nenhum comentário:

Postar um comentário